Ansiedade: o que é, causas e o tratamento

Diante de algumas dificuldades da vida cotidiana, é comum que as pessoas se sintam sobrecarregadas de vez em quando. Porém, existem casos em que essa sensação de estresse se torna muito recorrente, podendo ser engatilhadas pelo menor estímulo. Em outras palavras, o que era uma sensação comum passou a ser uma ansiedade patológica.
Muitas pessoas não sabem como lidar com esta doença, enquanto outras podem nem se dar conta de que o que sentem é um transtorno que requer tratamento. Reconhecer os sinais é o primeiro passo para ter uma vida mais saudável.
Quer entender melhor do que se trata este transtorno e como ele pode ser tratado? Então, acompanhe.

O que é ansiedade?
O Transtorno de Ansiedade Generalizada, como listado no DSM, é uma doença em que o indivíduo tem uma reação de ansiedade exacerbada, mesmo diante de situações consideradas cotidianas. Imagine sentir um impulso de luta ou fuga diante da possibilidade de atravessar a rua, por exemplo.
É importante lembrar que este tipo de ansiedade não é algo fácil de controlar. Caso contrário, não seria uma doença. É um tipo de reação involuntária do corpo e da mente, levando à liberação de adrenalina em situações em que ela não é necessária.

Quais são as principais causas?
Como a maioria dos transtornos psicológicos, é difícil apontar uma causa única. Algumas pessoas possuem predisposição genética, outras são afetadas por fatores ambientais. Dentre os pontos que mais pesam no desenvolvimento da doença, a criação familiar e a ocorrência de traumas tendem a ser os mais fortes.
Também é possível que o transtorno seja resultado de alguma doença física ou problema de nutrição. Vários desequilíbrios hormonais podem levar a problemas emocionais, então é importante se preocupar com estes aspectos também.

7 sinais da ansiedade
O transtorno de ansiedade pode se manifestar de várias formas, sendo necessário ter atenção aos sintomas. Alguns dos sinais mais comuns que você pode notar em si mesmo ou em outras pessoas são:
• Batimento cardíaco acelerado;
• Nervosismo constante, mesmo sem causa aparente;
• Respiração ofegante ou falta de ar;
• Insônia;
• Tremores no corpo, principalmente nas mãos;
• Maior irritabilidade;
• Tensão muscular.

Como é feito o tratamento?
Justamente por ser um transtorno emocional abrangente e com várias causas possíveis, o tratamento costuma ser variado de paciente para paciente. O profissional que realiza o diagnóstico inicial também pode fazer uma investigação e indicar os tratamentos mais adequados.
Em todos os casos, a terapia psicológica ou a psicanálise são métodos usados como parte do tratamento. Mesmo que as causas sejam, em sua maioria, biológicas (doenças, desequilíbrio hormonal), ainda é possível controlar os sintomas através destas técnicas. Da mesma forma, trabalhar o lado emocional evita que o paciente dependa demais de medicação, pois o oferece métodos melhores para lidar com suas reações.
Com estas informações, você já entende um pouco mais sobre a ansiedade, como identificá-la e onde buscar tratamento. Mesmo que não possua nenhuma causa biológica, a ansiedade ainda pode prejudicar bastante seu dia a dia.
Quer continuar recebendo mais dicas e informações sobre saúde mental? Então me siga nas redes sociais e me mande uma mensagem para marcar uma consulta sem compromisso.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Jair Bastos

Jair Bastos

Psicanalista com foco no atendimento do jovem. Ajudo no controle da ansiedade e da síndrome de pânico. Consultório no Méier.

Jair Bastos - Psicanalista no Rio de Janeiro

Open chat